Existem 2 principais formas de fazer o pagamento do consumo de nuvem na empresa: cartão de crédito direto com o provedor de nuvem e faturamento através de parceiros do provedor.

Muitos gestores optam pelo pagamento via cartão de crédito diretamente ao provedor pois acreditam que é a forma mais fácil e barata de se fazer isso. Entretanto este é um grande erro! A contratação de nuvem desta forma traz mais desvantagens do que vantagens, como impostos, riscos fiscais, variação cambial e atendimento e suporte não especializado.

Abaixo listamos os principais malefícios de utilizar o cartão de crédito para este serviço e qual a melhor solução para esta questão.

Imposto e Riscos fiscais

Quem já fez uma compra no exterior com o cartão de crédito sabe que está sujeito ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), sejam empresas ou pessoas físicas.

E como isso afeta no preço do pagamento do serviço de nuvem? Os provedores de nuvem estão fora do Brasil, assim como seu faturamento. Sendo assim, usar o cartão para fazer este pagamento faz com que sua empresa esteja sujeita ao IOF sobre o valor.

Além disso, os contratos fechados diretamente com os provedores de nuvem muitas vezes não têm os impostos inclusos, sendo necessário calcula-los e recolhe-los junto aos órgãos competentes.

A melhor solução é encontrar um parceiro dos provedores de nuvem que faça o licenciamento dos recursos com faturamento em reais, impostos recolhidos e dólar fixo.

Variação do dólar

O valor do dólar é bem inconstante, mas nesse ano de 2018 a variação tem sido maior e impactado diretamente empresas de todo os setores.

Nessa montanha russa de valores, quem contrata serviços de nuvem via cartão têm sofrido bastante com a variação cambial, cada mês pagando um valor diferente e sem conseguir planejar seus gastos.

Uma boa saída é pesquisar por parceiros de nuvem que conseguem oferecer contratos de dólar fixo.

Atendimento e Suporte não especializado

Com o pagamento do consumo de nuvem no cartão de crédito, o usuário não terá atendimento e apoio consultivo de uma equipe técnica especializada para ajuda-lo em sua jornada para nuvem. Assim ele não conseguirá tirar dúvidas específicas e pode acabar optando por serviços desalinhados com sua estratégia, aumentando os custos de TI.

Uma boa solução é buscar por empresas especializadas em consultoria de nuvem que já fazem o licenciamento dos serviços. Elas auxiliarão na migração garantindo eficiência e segurança, com os serviços adequados ao que a empresa realmente precisa.

 

Como migrar para a Nuvem gastando o mínimo necessário

A migração para a nuvem é uma decisão importante e estratégica para as empresas e possuem impactos diretos em produtividade e ganhos da empresa. Por isso é imprescindível pesquisar as opções existentes no mercado antes de tomar uma decisão.

Para garantir que tudo corra bem, procure por parceiros confiáveis e com expertise em cloud que possam ajudar na sua jornada e já façam o licenciamento dos recursos, como a FC Nuvem, startup de nuvem premiada pela Microsoft.

A FC Nuvem é um startup de tecnologia do grupo FCamara, que licencia, habilita e gerencia os recursos de nuvem de seus clientes, focando na redução de custos através de pacotes de serviços e consultoria especializada.

Para mais informações, acesse nosso site.